EFEAssunção

O Ministério da Saúde do Paraguai anunciou nesta sexta-feira o fim da epidemia de dengue, que atingiu seu auge no mês passado e deixou 53 mortos, embora alerte que mais casos podem ser registrados devido à natureza endêmica da doença no país.

Durante entrevista coletiva para anunciar o fim da epidemia - que tinha sorotipo predominante DEN-4, o mais leve -, o ministro da Saúde Pública, Julio Mazzoleni, disse que além do número de mortes, o país teve 27.597 casos confirmados, de um total de 177.104 casos relatados.

"Há uma diminuição acentuada da dengue, por isso agradecemos aos cidadãos e aos profissionais da saúde que souberam enfrentar a maior epidemia do país", disse o ministro.

No entanto, Mazzoleni insistiu em não baixar a guarda e pediu para que a população continue com as medidas para eliminar os focos de reprodução do mosquito, através da limpeza de casas e terrenos baldios.

"Pode haver mais casos, porque os temos o ano todo", afirmou.

Há uma semana, quando as mortes por dengue chegaram a 51, o ministro explicou que a epidemia estava em declínio.

A epidemia teve seu epicentro durante todo o período na área metropolitana de Assunção e no departamento Central, as áreas mais populosas do país.