São Paulo, 31 de mar - Após viver durante anos nas ruas de São Paulo, o brasileiro Gilberto Camporez conseguiu mudar de vida graças a esta experiência, que resultou no lançamento de seu primeiro livro de poesias lançado no último dia 16 de março na capital paulista.

Com a publicação da obra, o brasileiro de 29 anos deixou as ruas e, atualmente, mora em um apartamento na periferia da cidade.

Os 25 poemas do livro contam os anos que Gilberto viveu como morador de rua, onde passou fome, teve depressão e foi viciado em drogas. O rapaz saiu de casa aos 17 e foi parar no bairro da Sé, local que concentra mais de 7 mil indigentes que vivem na cidade.

Embora considere “mágico” o aprendizado das ruas, Gilberto considera um desafio conseguir sobreviver, se alimentar, tomar banho e ainda conviver com a discriminação das pessoas.

A partir destas dessas dificuldades, surgiu a ideia de escrever poemas que relatassem seu modo de vida e suas emoções em relação a situação que vivia. Sem ter conhecimento das regras gramaticais do português e sem conhecer nenhum poeta, ele começou a pedir conselhos para estudantes de Direito que frequentavam o bairro por causa da proximidade da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo.

Estes estudantes o incentivaram e ajudaram na arrecadação de dinheiro para publicação do livro de poesias, que durou dois anos, mas conquistou a doação de cerca de 200 pessoas. Gilberto quer, ainda, converter suas poesias e sua história em filme.