EFEBuenos Aires

A ex-secretaria de Estado dos Estados Unidos Madeleine Albright lamentou nesta quinta-feira que a polarização partidária esteja prejudicando a credibilidade do país e também fez críticas com ao governo do presidente Donald Trump.

"Estou desiludida que o governo Trump esteja perdendo a oportunidade de ter um papel mais significativa nesse hemisfério", disse Albright, que está na Argentina para uma conferência.

Albright, que ficou no cargo entre 1997 e 2001, foi a primeira mulher a comandar o Departamento de Estado dos EUA.

Durante sua participação no seminário "As transformações da Argentina: um país aberto ao mundo", realizado pelo Atlantic Council, Albright reiterou a necessidade de o mundo contar com uma "liderança internacional efetiva".

A ex-secretária de Estado lamentou que os EUA estejam perdendo essa oportunidade com Trump e apontou que, na Europa, muitos líderes tradicionais têm se enfraquecido com o crescimento do populismo.

Albright destacou o fato de a Argentina estar assumindo um papel mais relevante no cenário internacional. Apesar de o país estar avançando para recuperar a economia e reduzir a pobreza desde a chegada de Mauricio Macri ao poder, a ex-secretária de Estado acredita que ainda há vários desafios na região.

Um deles é a Venezuela, que, segundo Albright, está sendo afundada pelo governo de Nicolás Maduro. O outro é o chamado "triângulo norte da América Central" - Guatemala, Honduras e El Salvador -, que vive um "nível de violência intolerável".

A ex-secretária de Estado também aproveitou para destacar as semelhanças entre Argentina e EUA, que, para ela, está representada na forte relação comercial, na luta conjunta contra o terrorismo e na defesa que os dois países fazem da democracia.

"Posso testemunhar que as reformas do presidente Macri estão atraindo o interesse de empresas americanas, que estão ansiosas para investir", explicou.