EFEMiami (EUA)

O furacão Michael, que se transformou em tempestade tropical nesta madrugada depois de ter causado pelo menos dois mortes e deixado numerosos danos na Flórida, avança em direção nordeste pelo sudeste dos Estados Unidos, com velocidade crescente e ventos de 85 km/h.

O Centro Nacional de Furacões (NHC) informou que o centro da tempestade está no sudoeste de Columbus, na Carolina do Sul, e se move com velocidade de 33 km/h, que irá aumentar ao longo do dia. Atualmente, está na parte central da Carolina do Sul e depois passará pela Carolina do Norte e pela Virgínia.

Michael deve se fortalecer antes de chegar ao Atlântico entre hoje à noite e a amanhã, dia em que irá girar para nordeste, com velocidade superior à atual.

Ontem, o governador da Flórida, Rick Scott, pediu ao presidente americano, Donald Trump, uma declaração de desastre maior para agilizar recursos e assistência do governo federal aos afetados pelo furacão Michael no estado. Scott já tinha conseguido uma declaração de emergência antes da chegada de Michael para 14 condados.

Além das duas mortes, centenas de pessoas estão sem eletricidade, várias casas, veículos e embarcações foram destruídas e árvores foram derrubadas na Flórida.

O "monstruoso" olho de Michael chegou à cidade de Mexico Beach com ventos de até 250 km/h.