EFEBogotá

O governo da Colômbia concederá um prêmio de US$ 56.340 aos atletas colombianos que ganharem uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio, informou nesta sexta-feira o Ministério do Esporte.

Os competidores que conquistarem a medalha de prata ganharão US$ 32.681, enquanto os que obtiverem o bronze receberão US$ 23.472.

Além disso, o treinador que conseguir conquistar o ouro receberá US$ 28.170, a prata valerá prêmio de US$ 16.340 e uma medalha de bronze US$ 11.736, conforme explicou o Ministério do Esporte em comunicado, lembrando que essas premiações estão regulamentadas desde 2017 e correspondem aos salários mínimos mensais em vigor.

Desta forma, a medalha de ouro será premiada com 240 salários mínimos mensais, o que representa para o ano corrente, 218.046.240 pesos (cerca de US$ 56.340 hoje).

As esperanças colombianas de medalhas estão depositadas em Anthony Zambrano (400m), Eider Arévalo (marcha atlética), Mariana Pajón (BMX), Carlos Ramírez (BMX), Juan Sebastián Cabal e Robert Farah (tênis), Yuberjen Martínez (boxe), Ingrit Valencia (boxe) e Rigoberto Urán (ciclismo).

A Colômbia compete com 70 atletas, 48 homens e 23 mulheres, em 16 modalidades: tiro com arco, atletismo, boxe, ciclismo, hipismo, esgrima, ginástica, golfe, judô, natação, luta livre, levantamento de peso, skate, taekwondo, tênis e tiro esportivo.