EFENova Délhi

Mais de 230 pessoas morreram e mais de uma milhão foram afetadas pelas intensas chuvas que atingiram a Índia nas últimas semanas, em que foram registrados inúmeras inundações e deslizamentos de terra, especialmente, nas regiões do nordeste do país.

Os dados foram divulgados nesta segunda-feira pela Autoridade Estatal de Gestão de Desastres do estado de Assam (ASDMA, pela sigla em inglês).

Segundo boletim do órgão, atualmente, mais de 1,3 milhão de pessoas estão sendo afetadas pela situação de emergência, das quais, 150 mil permanecem em abrigos.

Segundo a ASDMA, pelo menos, 16 mil imóveis sofreram danos ou ficaram totalmente destruídos desde que as chuvas se intensificaram, em meados de junho.

As intensas chuvas de monção que atingem a Índia também deixaram cerca de 50 mortos no estado de Manipur, onde um grande deslizamento de terra atingiu um acampamento militar.

Os trabalhos de resgate seguem nesta segunda-feira, com a recuperação de 47 corpos, enquanto 14 pessoas estão desaparecidas, de acordo com a Força Nacional de Resposta à Desastres.

Outro dos estados afetados pelas chuvas é o de Meghalaya, onde foram notificadas 20 mortes nas últimas semanas.

O Departamento Meteorológico da Índia reduziu, em boletim mais recente, o alerta de chuvas de amarelo para verde na maioria dos estados do nordeste da Índia, a partir da próxima quarta-feira.

Por sua vez, foi lançado alerta entre intensas chuvas no oeste e no noroeste do país, que poderiam causar novas inundações e deslizamentos de terra. EFE