EFETeerã

As autoridades do Irã suspenderam oficialmente o cumprimento de alguns dos compromissos assumidos com o acordo nuclear de 2015, como anunciado há uma semana pelo presidente do país, Hassan Rohani, informou a agência de notícias "ISNA".

Uma fonte da Agência de Energia Atômica do Irã (AEAI), não identificada, confirmou à "ISNA" que "a implementação dos programas já começou a impedir algumas das obrigações do país".

"Os planos para cumprir com o limite de produção de urânio enriquecido e água pesada nas instalações de Arak foram suspensos", explicou o chefe da AEAI.

De acordo com esta fonte, as autoridades estão realizando esses planos "de maneira séria".

Este anúncio ocorre horas depois o comentário de Rohani que desde o último dia 8 já tomaram as medidas para "abandonar duas obrigações", embora alguns pensem "erradamente" que esperariam por 60 dias.

Há uma semana, o presidente iraniano anunciou que, devido às sanções dos Estados Unidos, o Irã não venderia o excedente de produção de urânio enriquecido e água pesada, que foram enviados a outros países sob o acordo nuclear.

O presidente também deu uma moratória de 60 dias aos demais signatários do pacto (Rússia, China, França, Reino Unido e Alemanha) para resolver as atuais restrições ao sistema bancário iraniano e às exportações de petróleo.

Se a reação for positiva, o Irã atenderá novamente aos dois requisitos mencionados acima e, caso contrário, também abandonará sua obrigação de manter o enriquecimento de urânio em 3,67% e concluirá o reator de água pesada em Arak.