EFERoma

A Itália registrou esta quinta-feira mais 8.804 casos de infecção pelo novo coronavírus, o que representa, pelo segundo dia consecutivo, o recorde de propagação do patógeno que provoca a Covid-19, segundo dados apresentados pelo Ministério da Saúde do país.

No boletim de ontem, a quantidade de casos notificados era de 7.332. Até então, a maior marca havia sido a de 21 de março, quando foram contabilizadas outras 6.557 infecções.

Com os números apresentados hoje pelas autoridades locais, o total de positivos novo coronavírus na Itália desde o início da pandemia da Covid-19, saltou para 381.602.

Além disso, o Ministério da Saúde indicou que foram atestadas 83 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, quase o dobro da véspera, quando foram 43, o que faz o total chegar a 36.372.

Atualmente, há quase 5,8 mil pessoas internadas em hospitais da Itália por causa da infecção pelo novo coronavírus, sendo que 586, o que representa 47 a mais do que ontem, estão em unidades de terapia intensiva.

A região da Lombardia, epicentro da pandemia no país, atravessa nova forte onda de propagação. No boletim de hoje, constam 2.067 casos de infecção. Na sequência, aparecem as regiões de Campânia (1.127) e Piemonte (1.033). EFE

vh/bg