EFERoma

Uma quinta pessoa morreu na Lombardia, no norte da Itália, devido ao coronavírus Covid-19 e os casos de contágio totalizam 219, informou nesta segunda-feira o chefe da Proteção Civil, Angelo Borrelli, durante entrevista coletiva.

A vítima é um homem de 88 anos, morador da cidade de Caselle Lanne, juntando-se ao idoso de 84 anos, que também morreu hoje no hospital João XXIII em Bergamo, também na Lombardia.

As outras três mortes são uma mulher que faleceu na província de Cremona, um homem de 78 anos, na província de Pádua (Veneto) e uma mulher de 77 anos, que estava em Codogno, e testou positivo para o vírus em um exame realizado após sua morte.

Borrelli explicou que, desses 219 casos, 167 foram detectados na Lombardia, 27 no Veneto, 18 na Emilia Romagna, 4 no Piemonte e também os três infectados em Roma, já conhecidos há várias semanas.

Nesses casos, a Proteção Civil inclui as cinco pessoas falecidas.

O chefe da Proteção Civil explicou que dos infectados, 93 estão internados e 23 estão na unidade de terapia intensiva, enquanto os demais permanecem em casa, pois não apresentam nenhum sintoma.

Ele também lembrou que o chamado "paciente zero", que teria causado o contágio no norte da Itália, ainda não foi encontrado, nem a relação entre os dois focos, um em Codogno, na província de Lodi, na Lombardia, e o outro em Vo' Euganeo, em Veneto.

Além da proibição de entrar e sair de 11 cidades do norte da Itália, impactando na vida de 50 mil pessoas, as regiões afetadas do Piemonte, Lombardia e Veneto adotaram medidas extraordinárias, como a suspensão do Carnaval de Veneza, festas e outros eventos culturais e esportivos, assim como o funcionamento de museus, escolas e universidades estão interrompidos. EFE

ccg/phg