EFENova York

O rapper Kanye West gastou mais de US$ 13,2 milhões na campanha para as eleições presidenciais dos Estados Unidos, dos quais quase US$ 12,5 saíram do próprio bolso do artista, segundo informou nesta quinta-feira a revista "People".

Kanye, de 42 anos, ainda conseguiu arrecadar outros US$ 2 milhões para a campanha, totalizando US$ 14,5 milhões antes das eleições de 3 de novembro do ano passado. A campanha foi encerrada com cerca de US$ 1,3 milhão na conta bancária.

O ex-candidato obteve 66 mil votos no país inteiro, segundo números da Comissão Eleitoral Federal, o que daria um investimento de US$ 200 por voto.

O artista lançou a polêmica candidatura no dia 4 de julho e nomeou seu partido político como "Birthday Party", mas só cumpriu os requisitos necessários para concorrer em 12 dos 50 estados do país.

Entre os gastos, mais de US$ 7,5 milhões foram usados para que o nome de Kanye aparecesse nas cédulas de votação, incluindo US$ 1,28 milhão pagos ao Atlas Strategy Group, companhia que pertence ao republicano Gregg Keller.

Os dados também revelam que Kanye West pagou US$ 35 mil para que seu nome fosse incluído nas cédulas de Oklahoma, onde só recebeu 6 mil votos.

Para efeito de comparação, o atual presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, arrecadou mais de US$ 1 bilhão na campanha eleitoral do ano passado. EFE

hc/vnm

(foto)