EFEBuenos Aires

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, convocou neste sábado, através das redes sociais, uma manifestação a seu favor para o dia 7 de dezembro, poucos dias antes da transmissão do cargo para Alberto Fernández, que o derrotou em primeiro turno, no dia 27 de outubro.

A concentração do ato, que é chamado de "7D", será na Praça de Maio, onde está localizada a Casa Rosada, sede do governo.

Em vídeo publicado por Macri nas redes sociais, o presidente em fim de mandato apresenta diferentes momentos da campanha e faz um discurso de agradecimento e de pedido de engajamento da população por melhoras no país.

"A Argentina que está vindo precisa de todos nós, todos nós dando o melhor de cada um. Isso está apenas começando", afirma nas imagens veiculadas.

Esta não é a primeira vez que um mandatário do país convoca ato para os últimos dias no poder. Em 2015, Cristina Kirchner também pediu para que os apoiadores se reunissem na Praça de Maio, justamente, pouco antes de passar o cargo para Macri.

Alberto Fernández, que tem Kirchner como vice, tomará posse no dia 10 de dezembro. EFE

nk/bg