EFEMoscou

O presidente da França, Emmanuel Macron, aceitou nesta quinta-feira o convite de seu homólogo da Rússia, Vladimir Putin, para assistir em 9 de maio de 2020 na Praça Vermelha ao desfile militar pelo 75º aniversário da vitória sobre a Alemanha na Segunda Guerra Mundial.

"Macron aceitou com gratidão o convite de Putin para tomar parte nas atividades comemorativas de 9 de maio de 2020 por ocasião do 75º aniversário da vitória na Grande Guerra Patriótica", informou o Kremlin em comunicado.

Putin convidou seu homólogo francês durante a conversa telefônica que ambos tiveram hoje, segundo a nota oficial.

Nos últimos anos, nenhum dirigente das principais potências ocidentais aceitou o convite de Putin para presenciar a parada militar russa.

O boicote ocidental foi especialmente evidente em 9 de maio de 2014, logo depois da anexação da península ucraniana da Crimeia, quando Putin esteve presente em dois desfiles, um em Moscou e outro no porto de Sebastopol.

O Kremlin espera reunir no 9 de maio do próximo ano os principais líderes mundiais, entre eles o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump (a quem Putin convidou durante a Cúpula do G20 em Osaka); a chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente da China, Xi Jinping.

Putin e Macron também abordaram hoje outros assuntos da agenda internacional como a situação na Ucrânia, na Síria e no Irã.

A respeito da Ucrânia, ambos mostraram disposição de ativar esforços diplomáticos para buscar uma saída ao conflito no marco do formato de Normandia, formado por Rússia, Ucrânia, França e Alemanha.