EFESydney (Austrália)

Mais de 150 incêndios florestais ainda estão ativos nesta quarta-feira no leste da Austrália, dia seguinte às condições "catastróficas" registradas e que ameaçam se repetir hoje.

O Corpo de Bombeiros Rural do estado de Nova Gales do Sul, região mais afetada por esses incêndios, informou que 73 focos continuam ativos, metade deles fora de controle.

Por sua vez, o departamento de emergência do estado de Queensland disse à Agência Efe que nesta região ocorrem cerca de 80 incêndios, sem especificar o número que seguem fora de controle.

As autoridades alertam para o perigo de que os incêndios se intensifiquem durante o dia de hoje, em Queensland, no nordeste do país, devido aos fortes ventos que atingem a área.

"Isso torna as condições um desafio para os bombeiros em terra", disse Victoria Dodds, representante do Departamento de Meteorologia, que também destacou a possibilidade de trovoadas, terreno seco e falta de chuva.

Os bombeiros de Queensland ordenaram que moradores de cidades como Noosa North Shore, Woodgate e Kinkuna, deixassem a região por causa da proximidade dos incêndios.

Os incêndios deste mês, nos quais três pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas, atingiram em toda Austrália Oriental cerca de 300 edifícios, de acordo com dados fornecidos pelo Comissário dos Bombeiros de New South Wales, Shane Fitzsimmons.

As autoridades também investigam se alguns dos incêndios, incluindo os ocorridos ontem na periferia de Sydney, foram intencionais.

O ator australiano Russell Crowe postou nas redes sociais os danos parciais causados pelos incêndios de ontem em sua casa na cidade de Nana Glen, cerca de 600 quilômetros de Sydney. EFE

wat/phg

(foto)