EFEWashington

A primeira-dama dos Estados Unidos, Melania Trump, afirmou que não confia em algumas pessoas que trabalham na Casa Branca com seu marido, o presidente Donald Trump.

Em entrevista gravada durante sua visita à África e exibida nesta quinta-feira pela rede de televisão americana "ABC", ao ser perguntada se Trump trabalha com pessoas de quem ela desconfia, Melania respondeu que sim e que já falou com o marido a respeito.

"Algumas pessoas não trabalham mais lá", afirmou a primeira-dama, além de ressaltar que também não confia em alguns membros da atual composição do governo.

Em setembro, o jornal "The New York Times" publicou um texto anônimo, feito por um funcionário do alto escalão do governo", no qual era revelada a existência de um movimento na Casa Branca que trabalha às escondidas para tentar bloquear algumas das decisões de Trump.

Segundo diversos veículos de imprensa, a perspectiva de que exista uma resistência na Casa Branca é algo que gerou suspeitas de Trump, que teria chegado a considerar submeter ao polígrafo alguns de seus assessores e, além disso, cobrou publicamente o Departamento de Justiça para que identifique o autor do texto.

Na mesma entrevista à "ABC", a primeira-dama afirmou que ela é uma das pessoas "mais assediadas do mundo", o que a levou a iniciar a campanha "Be Best" ("Seja melhor"), contra o assédio na internet e focada nas crianças.

A primeira-dama americana visitou recentemente Gana, Malawi, Quênia e Egito naquela que foi sua primeira viagem oficial sem estar acompanhada pelo marido desde que ele se tornou presidente dos EUA.