EFELa Paz

O candidato à presidência da Bolívia Carlos Mesa reconheceu nesta segunda-feira a vitória de Luis Arce nas eleições gerais realizadas ontem no país e posicionou sua aliança de partidos na liderança da oposição ao novo governo.

O líder da Comunidade Cidadã fez um pronunciamento na capital, La Paz, para admitir a eleição do candidato do Movimento pelo Socialismo (MAS), Luis Arce, já em primeiro turno, embora a contagem oficial dos votos ainda esteja em andamento.

Mesa, que foi presidente da Bolívia entre 2003 e 2005, lembrou que as pesquisas de boca divulgadas ontem à noite apontaram o ex-ministro Luis Arce como "claramente vitorioso no primeiro turno" e destacou que a Comunidade Cidadã será a "líder da oposição" durante o mandato, que vai até 2025.

O ex-presidente previu que os resultados oficiais confirmarão as pesquisas, embora, de acordo com o boletim de apuração com cerca de 19% dos votos contabilizados, haverá a necessidade de um segundo turno.

Segundo essa apuração parcial, Mesa aparece em primeiro, com 43,3% dos votos, contra 36,3% de Arce.

Entretanto, tanto Arce quanto Mesa acreditam que a contagem final será semelhante à das pesquisas, que apontam uma vitória do candidato do MAS - e apoiado pelo ex-presidente Evo Morales - com 53% da preferência do eleitorado, contra 32% de Mesa. EFE

lar/id

(foto) (vídeo)