EFEGenebra

Os casos de Covid-19 confirmados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em todo o mundo superaram a marca de 12 milhões nesta sexta-feira, entre eles 550.384 mortes, de acordo com os dados reportados à entidade pelas redes de saúde nacionais.

O número de casos diários aumentou novamente para mais de 200 mil nas últimas 24 horas, após dois dias nos quais as novas infecções pareciam ter diminuído, embora a frequência de mortes registradas tenha permanecido estável, em torno de 5.000 nos últimos dois meses.

A América é a região mais afetada pela pandemia, com 6,2 milhões de casos, seguida pela Europa (2,8 milhões), pelo Médio Oriente (1,2 milhões) e pelo Sul e o Sudeste Asiático, que acaba de ultrapassar a marca de um milhão de casos.

A lista dos países mais impactados permanece inalterada, liderada pelos Estados Unidos, com mais de três milhões de casos, e com Brasil, Índia, Rússia, Peru e Chile na sequência.

Na contagem de mortes, porém, o México se destaca na quinta posição, com mais de 32 mil, superado apenas por EUA, Brasil, Reino Unido e Itália.

O lado positivo é novamente o número crescente de pacientes recuperados, que agora já são mais de 7,25 milhões, segundo dados das redes nacionais de saúde não coletados pela OMS, e que representam mais de 60% dos pacientes afetados em seis meses da pandemia.

Apenas 1% dos casos ativos confirmados, ou seja, cerca de 58 mil pessoas, apresentam um quadro grave ou crítico.