EFEWashington

A ginasta Simone Biles afirmou nesta quarta-feira, em depoimento a um comitê do Senado dos Estados Unidos, que espera que nenhum outro jovem atleta passe pelo "horror" que ela e centenas de ginastas sofreram com os abusos do ex-médico da seleção americana de ginástica Larry Nassar.

"Não quero que nenhum outro jovem atleta olímpico ou outro indivíduo sofra o horror que eu e outras centenas suportamos e continuam suportando até hoje", declarou Biles, visivelmente emocionada.

Este comitê do Senado busca esclarecer por que o FBI em Indianápolis - onde está localizada a sede da federação americana de ginástica - respondeu de maneira inadequada e lenta às primeiras acusações de abuso sexual contra Nassar, o que permitiu que o ex-médico continuasse cometendo abusos.