EFEGenebra

O número de casos globais do novo coronavírus pode chegar a 200 milhões nas próximas três semanas, se a atual taxa de aumento continuar, alerta a Organização Mundial da Saúde (OMS) no relatório epidemiológico divulgado nesta quarta-feira.

De 12 a 18 deste mês, as infecções globais aumentaram 12%, com mais de 3,4 milhões de casos, ou seja, quase meio milhão a mais por dia, enquanto o número de óbitos se manteve estável.

Na última semana, ocorreram 57 mil mortes por covid-19 e cerca de 100 mil infecções a mais por dia do que na semana anterior, elevando o total para mais de 190 milhões de casos e 4 milhões de vítimas desde o início da pandemia.

Todas as regiões, exceto os continentes americano e africano, relataram um aumento nas infecções, especialmente na região da Ásia Oriental, com 30% mais casos do que na semana anterior, e na Europa com 21% a mais.

Em relação ao número de mortes, Europa e África registraram números semelhantes aos da semana anterior, enquanto o Sul e o Leste Asiático tiveram aumentos de 12% e 10%, respectivamente.

Na última semana, os países que registraram os maiores índices de infecções foram Brasil, Indonésia, Reino Unido, Índia e Estados Unidos.

A OMS atribuiu o aumento das infecções à circulação de variantes mais transmissíveis, como a delta, já identificada em 124 países.

A organização citou também o relaxamento das medidas de saúde pública, o aumento das confraternizações e o grande número de pessoas que ainda não têm acesso à vacinação como fatores para o aumento das infecções.