EFEGenebra

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, elogiou nesta quinta-feira o apoio expressado pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, à suspensão de patentes de vacinas contra o coronavírus.

O anúncio de Biden, que respalda uma proposta apresentada em outubro de 2020 pela Índia e pela África do Sul e que é alvo da oposição dos países desenvolvidos há meses, "é um grande exemplo da liderança dos EUA na abordagem dos desafios globais em matéria de saúde", destacou Tedros.

"O anúncio não me surpreende, é o que esperava da administração do presidente Biden", acrescentou o director-geral da OMS, uma organização da qual o ocupante anterior da Casa Branca, Donald Trump, tinha ameaçado sair no ano passado, mas que, após a transição presidencial americana, já normalizou seus laços com Washington.

"Felicito os Estados Unidos por esta decisão histórica de alcançar a igualdade nas vacinas e dar prioridade ao bem-estar de todos em momentos críticos", completou o diretor-geral da OMS em um comunicado.

O governo do presidente Biden manifestou ontem seu apoio à proposta de suspensão de patentes que tem sido discutida há meses na Organização Mundial do Comércio (OMC), e que a África do Sul e a Índia anunciaram algumas horas antes que iriam modificar ligeiramente.

O anúncio de Biden foi seguido por fortes quedas nas ações das empresas farmacêuticas Pfizer e BioNTech, assim como da Moderna e da Novavax em Wall Street.

A Índia e a África do Sul, apoiadas por muitos países em desenvolvimento, defendem a suspensão das patentes de vacinas, testes e tratamentos contra a Covid-19, para que estes possam ser produzidos em maior número e em mais países para facilitar o combate à pandemia.

Essa proposta tinha sido rejeitada nos últimos meses não só pelos EUA, mas também por outras economias com grandes empresas farmacêuticas, como União Europeia, Reino Unido e Suíça, que argumentaram que esta suspensão de patentes iria atrasar a pesquisa que conseguiu desenvolver vacinas em tão pouco tempo.