EFEIslamabad

Pelo menos cinco insurgentes e um policial morreram e dois soldados ficaram feridos em uma operação antiterrorista que durou 17 horas em um edifício da cidade paquistanesa de Peshawar, informou nesta terça-feira à Agência Efe uma fonte policial.

Membros da polícia paquistanesa lançaram uma batida em um edifício de Peshawar por volta das 20h local (12h, em Brasília) de ontem e toparam com a resistência dos supostos terroristas que abriram fogo contra as forças de segurança, disse o porta-voz policial da cidade, Ihsan Khan.

O combate durou horas, apesar de o Exército ter se unido à operação, indicou a fonte, que detalhou que ocorreram várias explosões no edifício.

"O edifício desabou após a explosão das bombas que os terroristas tinham no porão", afirmou Khan.

Entre os seis mortos estão "cinco terroristas" e um policial, enquanto dois soldados ficaram feridos, revelou.

O Exército paquistanês confirmou o número de vítimas e afirmou que está em curso uma "operação de busca" na zona.

Peshawar é a capital da província de Khyber Pakhtunkhwa e porta de entrada às conflituosas zonas tribais do país asiático.

A violência terrorista diminuiu notavelmente no Paquistão desde que o Exército lançou uma operação nas zonas tribais do noroeste em junho de 2014, que mais tarde ampliou ao resto do país.

Nesse operação morreram 3,5 mil supostos terroristas, de acordo com dados do Exército não verificados de forma independente.