EFECidade do Vaticano

O papa Francisco recebeu nesta quinta-feira Luiz Inácio Lula da Silva no Vaticano em uma reunião a portas fechadas que durou aproximadamente uma hora, segundo fontes ligadas ao ex-presidente.

Lula, que está desde ontem em Roma, chegou ao Vaticano a bordo de um carro pela Porta do Perugino, que dá acesso à residência do pontífice, a Casa Santa Marta, onde ele faz as reuniões mais informais, sem todos os protocolos oficiais.

Em sua conta no Twitter, Lula postou duas fotos da reunião com Francisco, acompanhadas da mensagem "encontro com o Papa Francisco para conversar sobre um mundo mais justo e fraterno".

Em comunicado anterior ao encontro, o PT divulgou que os temas que os dois debateriam eram a luta contra a fome e as desigualdades.

A reunião com Francisco ocorreu por intermediação do presidente da Argentina, Alberto Fernández, que visitou o Vaticano em 31 de janeiro, segundo o PT.

Lula conseguiu viajar à Itália depois que o juiz federal Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Criminal Federal de Brasília, aceitou adiar para o próximo dia 19 uma audiência que estava prevista para ontem e que se refere à operação Zelotes. O ex-presidente é investigado por supostamente ter recebido um favorecimento em troca de editar uma medida provisória que teria favorecido empresas do setor automotivo. EFE

gsm/id

(vídeo)