EFEBarcelona

O Barcelona, um dos 12 membros fundadores da Superliga europeia, condicionou sua participação na nova competição à aprovação da assembleia de compromissários, segundo informações relatadas pela emissora de televisão "TV3" e confirmadas pela Agência Efe.

A decisão foi tomada pela diretoria do clube, presidida por Joan Laporta, que assinou no último sábado o documento para se juntar à nova competição, mas incluiu tal advertência.

Para se resguardar, o Barça acrescentou uma cláusula segundo a qual se reserva a possibilidade de que o acordo seja validado pelos compromissário, um grupo especial de sócios que sejam maiores de idade e tenham se associado há pelo menos cinco anos. Caso o grupo reprove a participação na Superliga, os 'Blaugranas' desfarão o acordo.