EFEBuenos Aires

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, anunciou neste domingo o sexo do bebê que espera com a primeira-dama, Fabiola Yáñez, e também parabenizou as mães argentinas e destacou seu papel durante a pandemia, já que hoje é celebrado o Dia das Mães no país.

"Hoje também é um dia especial para mim e para minha família. Como você sabe, junto com a Fabiola, seremos pais. Hoje sabemos que vai ser um menino", afirmou o presidente, através das suas redes sociais.

"Estamos muito felizes em dizer que nos amamos, que amamos nosso bebezinho, que amamos começar uma família em nossa amada Argentina", acrescentou.

A primeira-dama, que trabalhava como jornalista e atriz, será mãe pela primeira vez na casa dos 40 anos e a gravidez foi anunciada em 23 de setembro por fontes oficiais, quando ela estava na 10ª semana de gestação.

"A saúde dela está boa e sob rigoroso controle médico, a Unidade Médica Presidencial fornecerá à opinião pública informações sobre a evolução da gravidez, a fim de comunicar com precisão", relataram naquele dia.

Até agora, o nome do futuro bebê do casal presidencial ainda não foi comunicado, para Fernández, de 62 anos, este será o seu segundo filho, sendo o primeiro Estanilao Fernández, fruto do casamento com Marcela Luchetti, de quem se separou em 2005.

A notícia da paternidade surgiu em meio à polêmica sobre o vazamento de fotos em uma festa de aniversário da primeira-dama realizada em julho do ano passado, enquanto o resto da sociedade continuava em confinamento estrito devido à pandemia da covid-19. EFE