EFEMoscou

O Ministério Público da Rússia pediu nesta segunda-feira uma pena de 18 anos de prisão para o cidadão americano Paul Whelan, ex-fuzileiro naval dos Estados Unidos detido em Moscou em dezembo de 2018 acusado de espionagem.

"A promotoria do Tribunal de Moscou solicitou uma pena muito severa: 18 anos de prisão", disse Vladimir Zherebenkov, advogado de Whelan, citado pela agência "Interfax".

De acordo com o advogado, a sentença será anunciada no dia 15 de junho.