EFEGenebra

A Organização Mundial da Saúde (OMS) registrou 61 mil novos casos de infecção pelo novo coronavírus nesta terça-feira, 6 mil a menos que no relatório apresentado nesta segunda, elevando o total global para 754.948, enquanto a soma das mortes é de 36.571, 3.465 delas de ontem para hoje.

No ritmo atual, a marca de 1 milhão de pessoas contaminadas será atingida ainda nesta semana. Os casos notificados aumentaram dez vezes em cerca de um mês, indo de 10 mil em 1º de fevereiro a 100 mil em 7 de março.

A nota positiva é que o número de pacientes recuperados vem aumentando e está próximo de 25% do total, segundo dados dos vários ministérios da saúde dos países afetados.

Os Estados Unidos se destacam como o país com o maior número de casos, com 176 mil, seguido pela Itália, com 105 mil, embora o país europeu tenha mais mortes, depois de ter passado das 12 mil nesta terça. Em território americano, foram 3,4 mil vítimas do SARS-CoV-2 até agora.

Em terceiro lugar em termos de número de diagnosticados está a Espanha, com mais de 94 mil, dos quais 6,4 mil morreram. Na sequência, em quarto, vem a China, onde a pandemia começou, com 81 mil casos e 3,3 mil mortes.