EFELondres

O Reino Unido registrou nesta terça-feira 155 novas mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando a um total de 43.391 vítimas desde o início da pandemia, assim como a confirmação de 581 novos casos.

Trata-se de um aumento significativo em comparação ao número de mortes diárias relatadas nos dois dias anteriores (22 no último domingo e 16 ontem).

As regiões da Inglaterra e Irlanda do Norte já reabriram bares, restaurantes, hotéis e outros estabelecimentos, enquanto a Escócia e o País de Gales projetaram uma diminuição gradual das medidas de isolamento social.

A cidade inglesa de Leicester, onde vivem cerca de 400 mil pessoas, mantém medidas de contenção mais rigorosas do que o resto do país devido a uma taxa de contágio mais alta.

O ministro da Saúde, Matt Hancock, disse hoje que as infecções diárias naquela cidade caíram em uma semana de 135 casos por 100 mil habitantes para 117 casos.

De acordo com um relatório divulgado hoje pelo Escritório Nacional de Estatística britânico (ONS, sigla em inglês), entre o final de março e junho, foram registradas cerca de 59 mil mortes no Reino Unido, acima da média de cinco anos nesse período.

Esses números sugerem que o impacto da pandemia é maior do que o refletido no registro oficial de óbitos. Além disso, uma pesquisa realizada pela empresa YouGov sugere que 16% dos britânicos se recusariam a receber uma vacina contra o coronavírus, mesmo que estivesse disponível. EFE

gx/phg