EFEMarc Arcas e Alex Segura, Reno/Las Vegas (EUA)

A provável vitória de Bernie Sanders na primárias do Partido Democrata, realizadas neste sábado, no estado de Nevada reforçou a liderança do político progressista na corrida à Casa Branca e consolida ainda mais a candidatura transversal, ou seja, atrativa para vários grupos de eleitores.

Com 60% dos votos apurados, o senador independente por Vermont tem 46% do apoio dos eleitores democratas. Na sequência estão o ex-vice-presidente Joe Biden, com 19,6%, e em terceiro o antigo prefeito de South Bend, na Indiana, Pete Buttigieg, com 15,3%.

Caso os números não mudem muito na reta final da contagem, apenas Sanders, Biden e Buttigieg conseguirão delegados no estado, que é o que realmente conta na convenção do Partido Democrata, que escolherá o candidato em julho deste ano, já que as regras exigem ao menos 15% da preferência para conseguir representação.

Nevada conta com 36 delegados, sendo que Sanders já conseguiu dez e deve aumentar ainda mais esse número. O grupo se somará aos 21 que já conseguiu em New Hampshire e no polêmico caucus do Iowa.

Um candidato precisa chegar na convenção de julho com, pelo menos, 1.990 delegados para garantir a indicação, um caminho que segue sendo complicado para o senador progressista, mas que pode ter se tornado mais viável com a vitória de hoje em Nevada.

CAROLINA DO SUL.

A próxima primária será no dia 29, no estado da Carolina do Sul, onde são indicados 54 delegados. Biden lidera as pesquisas locais de intenção de voto com 24,5%, contra 21,5% de Sanders, de acordo com o agregador de pesquisas Real Clear Politics.

Caso os números se confirmem em uma região com grande presença de eleitores negros, ficaria mais claro que o senador por Vermont é uma opção atrativa também para as minorias e que afugentou totalmente os fantasmas de 2016 ainda existentes.

Apenas três dias depois da votação da Carolina do Sul, em 3 de março, acontecerá a "super terça", dia em que mais delegados são definidos, com a ida às urnas dos democratas da Califórnia e Texas, dois dos estados mais populosos dos EUA. Em ambos, Sanders está na frente nas pesquisas.

Também haverá caucus na Virginia, Carolina do Norte, Tennessee, Utah, Vermont, Oklahoma, Arkansas, Alabama, Colorado, Maine, Massachusetts e Minesota.