EFEHelsinque

Os social-democratas finlandeses, vencedores das eleições parlamentares de domingo, buscam a partir desta segunda-feira possíveis parceiros para formar um governo de coalizão e, para isso, pretendem negociar até com o Partido dos Verdadeiros Finlandeses, de extrema-direita.

O Executivo do Partido Social-Democrata (SDP), liderado por Antti Rinne, revelou a preparação de um questionário que será enviado aos outros grupos com representação parlamentar para avaliar suas posturas e nomeará também uma equipe negociadora.

O objetivo do SDP é chegar antes do final de maio a um acordo com os partidos que mais se aproximarem de suas abordagens e negociar com eles o programa de governo e a divisão de pastas.

A grande fragmentação dos votos nestas eleições, nas quais pela primeira vez na história nenhum partido atingiu 20%, obrigará Rinne a buscar uma coalizão formada por um mínimo de quatro parceiros.

A opção mais natural seria a criação de um Executivo com o SDP, Os Verdes e a Aliança de Esquerdas, mas neste caso os 76 deputados do grupo ficariam longe dos 101 necessários para conseguir uma maioria absoluta.

Por isso, Rinne deverá tentar incluir também na coalizão algum dos outros três grandes partidos: os Verdadeiros Finlandeses, os conservadores do Kokoomus ou os liberais do Partido de Centro.