EFEGenebra

O governo suíço anunciou nesta sexta-feira a compra de 4,5 milhões de doses da futura vacina contra a Covid-19 da empresa americana Moderna, uma das seis empresas cuja possível imunização está na terceira e última fase, a de testes em humanos.

A compra, que está condicionada ao sucesso dos testes, faz das Suíça um dos primeiros países a adquirir vacinas contra a infecção pelo novo coronavírus. O governo suíço havia destinado o equivalente a R$ 1,8 bilhão para esse fim, mas ainda não está claro se o montante foi usado na íntegra.

O Escritório Federal de Saúde Pública informou que parte dessas doses será fabricada pela empresa suíça Lonza, e esclareceu que também está em negociações com outros laboratórios do mundo que estão desenvolvendo uma possível vacina que ajude no combate à pandemia.

Como são necessárias duas doses por pessoa para a imunização, as vacinas adquiridas pela Suíça serviriam para imunizar 2,25 milhões de pessoas, aproximadamente 25% da população nacional.

Entretanto, o escritório pediu cautela quanto ao acordo. "Não se pode dizer com certeza quais empresas e vacinas acabarão prevalecendo e estarão disponíveis para a população suíça", alertou.

A Moderna relatou resultados promissores de sua vacina no final de julho, após experimentos em macacos, e espera-se que os resultados de testes em humanos em larga escala estejam disponíveis em outubro ou novembro.

A vacina é baseada na nova tecnologia de "RNA mensageiro": ela contém uma molécula que transmite às células do corpo humano como produzir uma proteína viral à qual o sistema imunológico reage criando anticorpos que também serviriam para combater a Covid-19.

Segundo a agência de notícias suíça "ATS", a química e farmacêutica local Lonza, sediada na cidade de Visp, no sudoeste do país, não fabricará a vacina final, mas seus ingredientes farmacêuticos ativos.

A fábrica poderia produzir ingredientes para doses entre 100 milhões e 300 milhões, segundo a empresa, que recentemente assinou um acordo de parceria de dez anos com a Moderna.