EFENova York

O suposto autor do ataque a tiros em uma estação de metrô de Nova York (EUA) em 12 de abril que teve saldo de 10 pessoas feridas, Frank James, declarou-se inocente de todas as acusações nesta sexta-feira, informou a imprensa local.

James compareceu a uma audiência sobre o caso em um tribunal federal de Nova York. Enquanto aguarda o julgamento, ele está preso preventivamente no Centro de Detenção Metropolitano, no bairro de Sunset Park.

Em 8 de maio, um grande júri federal formalizou uma acusação contra ele por ataque terrorista.

James, de 62 anos, também foi acusado do crime de disparar uma arma de fogo durante uma ação violenta pelos 33 tiros que disparou em um vagão.

Se condenado pela acusação mais grave, o ataque terrorista, ele poderá receber pena de prisão perpétua. Já a outra acusação implica em pena máxima de prisão perpétua e mínima de 10 anos.

O atacante lançou duas bombas de fumaça e começou a atirar indiscriminadamente nos ocupantes de um vagão que passava pela região do Brooklyn de manhã.

O ataque causou estragos e paralisou o sistema de transporte subterrâneo da cidade por várias horas.

A motivação para cometer o crime é desconhecida, mas o réu tinha um canal no YouTube no qual espalhava teorias conspiratórias e ódio racial. Ele foi preso nove vezes em Nova York entre 1992 e 1998 e outras três no estado vizinho Nova Jersey. EFE