EFEJacarta

As autoridades da Indonésia suspenderam temporariamente a busca por uma das caixas-pretas e restos mortais das vítimas do avião Sriwijaya, que caiu no mar no último sábado com 62 pessoas a bordo devido ao mau tempo.

Um representante da Agência de Climatologia, Meteorologia e Geofísica (BMKG, sigla em indonésio), disse aos jornalistas que as condições climáticas, com ventos fortes e ondas de mais de dois metros, impediram as tarefas de busca.

As equipes de resgate disseram que hoje só encontraram alguns destroços da aeronave, um Boeing 737-524, e que esperam retomar as tarefas o mais rápido possível, possivelmente na manhã de quinta-feira.

No dia anterior, os mergulhadores conseguiram resgatar do fundo do mar, a mais de 20 metros de profundidade, uma das duas caixas-pretas do avião, que registra dados de voo como velocidade e altura.

Agora eles estão focados em encontrar a outra caixa-preta, aquela que registra as conversas na cabine.

As caixas-pretas são essenciais para determinar as causas da queda do avião no mar de Java logo após a decolagem no Aeroporto Internacional de Sukarno-Hatta, em Jacarta, com destino a Pontianak, capital do Bornéu Ocidental.

Enquanto isso, continua a tarefa de recuperar e identificar os corpos das vítimas, dos quais 60 sacos com restos mortais foram retirados do local do acidente e transportados para um hospital da polícia em Jacarta.

Graças às amostras de DNA de familiares, quatro pessoas foram identificadas: dois tripulantes com idades entre 29 e 38 anos e dois passageiros com 36 e 50 anos. EFE

sk-grc/phg

(foto)(vídeo)