EFEWashington

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta sexta-feira que as opções militares do país estão prontas "para o combate" com a Coreia do Norte, e acredita que o líder norte-coreano, Kim Jong-un, ceda em suas ameaças para que não seja necessário utilizá-las.

"As soluções militares estão completamente preparadas, prontas para o combate, se a Coreia do Norte agir de forma imprudente. Espero que Kim Jong-un encontre outro caminho", escreveu Trump em sua conta no Twitter.

O tuíte representa um passo a mais na escalada verbal entre Trump e Kim, que esta semana trocaram graves ameaças. EFE

Na quinta-feira, Trump disse que se o líder norte-coreano ordenar um ataque contra a o território americano de Guam, no Pacífico Ocidental, vai ter uma resposta "que ninguém viu antes na Coreia do Norte ".

O regime de Pyongyang assegurou nesse mesmo dia que prepara um plano para disparar em meados de agosto dois mísseis de meio alcance perto das águas territoriais de Guam, sede de uma base naval americana estratégica.

Trump acrescentou que os EUA estão preparados para várias eventualidades militares e que suas palavras duras não são um "desafio", mas uma "declaração de fatos".

Devido ao aumento da tensão com a Coreia do Norte, que segundo a inteligência americana poderia já possuir uma ogiva nuclear para montar em um míssil intercontinental, Trump anunciou um aumento na despesa de sistemas antimísseis.

"Vamos aumentar o orçamento em muitos bilhões devido à Coréia do Norte e novas razões", revelou o presidente, prometendo um anúncio sobre investimento em sistemas antimísseis na próxima semana.