EFEWashington

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, garantiu que tem uma forma de pensar "similar" a de Mike Pompeo, o nome indicado por ele nesta terça-feira para ser o novo secretário de Estado no lugar de Rex Tillerson, com quem reconheceu ter tido desavenças.

"Com Mike Pompeo tenho uma forma de pensar similar. Ele tem uma tremenda energia, um tremendo intelecto; sempre estamos na mesma onda", afirmou Trump aos jornalistas minutos antes de embarcar no helicóptero presidencial para partir rumo à Califórnia.

"A nossa relação é realmente boa", acrescentou o presidente sobre Pompeo, que vinha dirigindo a Agência Central de Inteligência (CIA, na sigla em inglês).

Por outro lado, Trump reconheceu ter uma "mentalidade diferente" com o agora ex-secretário de Estado, Rex Tillerson, que foi despedido de maneira fulminante pelo governante.

"Estivemos falando disso durante muito tempo. Não estávamos de acordo nas coisas, como o acordo com o Irã", disse Trump em relação ao acordo nuclear com o país asiático, duramente criticado pelo magnata nova-iorquino desde a sua chegada ao Salão Oval.

Além disso, Trump afirmou que ele decidiu por conta própria aceitar o convite do líder norte-coreano, Kim Jong-un, para um encontro nas próximas semanas, sem consultar Tillerson.

O presidente anunciou hoje a demissão fulminante de Tillerson através de seu perfil no Twitter.

"Mike Pompeo, diretor da CIA, será nosso novo secretário de Estado. Ele vai fazer um trabalho fantástico! Obrigado Rex Tillerson por seu serviço! ", tuítou Trump.

Segundo Steve Goldstein, subsecretário de Diplomacia Pública, Tillerson tinha "intenção de continuar" no cargo e desconhece "a razão" de sua demissão.

Antes da sua partida para a Califórnia, onde visitará protótipos do muro na fronteira com o México, Trump disse também que falará hoje por telefone com a primeira-ministra britânica, Theresa May, sobre o ataque de segunda-feira contra um ex-agente russo no Reino Unido.

"Parece-me que eles acreditam que foi a Rússia", indicou Trump.