EFERoma

O ex-piloto de Fórmula 1 e quatro vezes medalhista de ouro paralímpico Alessandro Zanardi foi operado na Itália pela terceira vez desde que foi internado, no dia 19 de junho, após sofrer um grave acidente durante uma prova de paraciclismo de estrada.

A operação foi realizada no sábado à tarde no hospital Santa Maria alle Scotte, em Siena, na região da Toscana, teve cinco horas de duração e consistiu em uma reconstrução craniofacial, segundo a imprensa local.

De acordo com o boletim médico, a cirurgia foi "realizada por profissionais maxilofaciais e neurocirúrgicos, visando a reconstrução craniofacial e a estabilização das áreas afetadas pelo trauma". O diretor da unidade de cirurgia maxilofacial, Paolo Gennaro, salientou que "as fraturas eram complexas, e por isso era necessário um programa com tecnologias tridimensionais avançadas".

Após a operação, Zanardi foi novamente transferido para a unidade de terapia intensiva (UTI), onde permanece sedado e respirando com ajuda de aparelhos.

O ex-piloto, de 53 anos e natural da cidade de Bolonha, participava de uma prova de exibição em 19 de junho quando perdeu o controle de sua handbike e atravessou a outra pista da rodovia, chocando-se com um caminhão que vinha no sentido oposto.

O italiano foi levado de helicóptero ao hospital em Siena, um dos mais prestigiados da Itália, onde foi submetido a uma delicada operação neurocirúrgica de três horas no mesmo dia.

Zanardi competiu na Fórmula 1 de 1991 a 1994 e em 1999, com passagens pelas equipes Jordan, Lotus, Minardi e Williams. Já na Fórmula Indy, em 2001, disputando o Grande Prêmio de Lausitz, ele sofreu um acidente que quase o matou e no qual perdeu as duas pernas. Exemplo de superação, voltou a participar de provas de automobilismo em carros adaptados e migrou para o paraciclismo, conquistando inúmeros títulos mundiais e olímpicos. EFE

lsc/id