EFEAlicia Civita. Miami

Atriz brasileira mais bem-sucedida em Hollywood, Alice Braga lidera a primeira grande safra de super-heróis latino-americanos no cinema ao interpretar a médica Cecília Reyes em "Os Novos Mutantes", um mix da fantasia das histórias em quadrinhos com toques de terror.

"Foi uma linda experiência. Estou cheia de projetos maravilhosos de super-heróis. Também fiz a personagem de Sol Soria no segundo filme de 'Esquadrão Suicida'. Foi muito legal", disse a artista em entrevista à Agência Efe.

Um sorriso no rosto da atriz deixa clara a alegria proporcionada pelo longa-metragem, que foi filmado em 2017 e tem a estreia prevista para 17 de setembro no Brasil, dependendo da situação da pandemia de Covid-19.

"Adorei a experiência, Cecília Reyes é uma personagem de outra história e que o diretor Josh Boone trouxe para os 'Novos Mutantes'. É uma mulher do Bronx e de origem porto-riquenha. Achei muito legal Josh trazer outro personagem latino-americano para o filme, que já tinha o Mancha Solar (interpretado pelo brasileiro Henry Zaga). Ela vai nos dar um outro olhar do universo dos mutantes", analisou.

O novo filme se insere no universo dos X-Men: Cecília Reyes é uma mutante especializada em cirurgia do trauma e tem como superpoder a capacidade de criar um campo de força. Embora queira levar uma vida normal, ela se junta ao grupo por necessidade.

Assim como a personagem Teresa Mendoza - interpretada por Alice Braga na série "Queen of the South" -, a atriz descreve Reyes como "essas pessoas que são vistas como vilãs, mas que há outro jeito de olhar para elas".

"Foi um desafio porque nunca tinha feito um filme como este. Estou feliz porque, finalmente, as pessoas poderão vê-lo no cinema, mesmo seja no meio da pandemia", contou a atriz, já que o filme estreia em alguns países neste fim de semana.

FIM DE UMA MALDIÇÃO?

O "finalmente" de Alice Braga se refere aos quase três anos de demora para que o filme chegasse ao público. O primeiro trailer foi lançado em outubro de 2017, e a estreia era esperada para 2018.

Crises corporativas, a venda da Fox para a Disney, a decisão de lançar "X-Men: Fênix Negra" (2019) antes e a pandemia de Covid-19 provocaram uma série de atrasos que quase ameaçaram o filme - que também conta com Maisie Williams ("Game of Thrones") e Charlie Heaton ("Stranger Things") - a ser distribuído por streaming.

"Os Novos Mutantes" se passa em um hospital onde estão reclusos contra a vontade cinco adolescentes com superpoderes, uma história descrita como "arrepiante".

MAIS SUPER-HERÓIS.

Além dos personagens de Alice Braga e Henry Zaga, Hollywood já anunciou vários filmes e séries com personagens de super-heróis protagonizados por latino-americanos.

O elenco de "Esquadrão Suicida" conta com o mexicano Joaquín Cosío, como o general Mateo Suárez, e o argentino Juan Diego Botto no papel de Luna. Em "Mulher-Maravilha 1984", o chileno Pedro Pascal é o vilão principal.

Além desses, a mexicana Salma Hayek estará em "Os Eternos", filme da Marvel no qual interpreta Ajak, líder de um grupo de super-heróis, enquanto os irmãos argentinos Andy e Barbara Muschietti serão o diretor e a produtora, respectivamente, do próximo filme de "Flash".

Para Alice Braga, tudo isto significa que "a abertura de Hollywood a atores e personagens de outros países é real".

"O público gosta de se ver representado na tela. Isso é algo importante porque é fundamental motivar os jovens, levá-los em consideração", refletiu. EFE

ac/vnm

(foto)