EFEZagreb

A Croácia legalizou o uso da maconha para fins medicinais e a partir desta quinta-feira poderá ser receitada por médico especializados a pacientes com doenças como a esclerose múltipla, o câncer, a epilepsia e a Aids.

De acordo a imprensa croata, por enquanto, o produto não será oferecido em farmácias, mas através de oito empresas farmacêuticas registradas especialmente para isso. Segundo a legislação que entrou em vigor hoje, a quantidade de Tetraidrocanabinol (THC) a ser receitada não poderá ultrapassar os 750 miligramas por mês.

Conforme explicou o Ministério da Saúde da Croácia, a maconha não cura as patologias, mas pode aliviar dores e sensações típicas de doenças crônicas graves. O órgão ressaltou que o cultivo da erva em casa continuará sendo ilegal, mesmo que se trate de fins pessoais e medicinais.