EFEDenver (EUA)

Uma apuração de votos das eleições municipais de Denver, que foram realizadas ontem, transformou a capital do estado do Colorado na primeira cidade dos Estados Unidos a descriminalizar a posse, a venda e o uso de fungos psicodélicos, segundo informou nesta quarta-feira a comissão eleitoral.

Ao contrário do que a contagem inicial da votação tinha indicado há pouco menos de 24 horas, a chamada Iniciativa 301 conseguiu vencer no final por uma diferença de 2.000 votos, entre um total de quase 180.000 eleitores.

Segundo a Divisão de Eleições de Denver, os poucos votos que não foram contabilizados - aqueles enviados pelo correio de fora dos EUA - não são suficientes para mudar o panorama, embora uma nova contagem ainda esteja programada para acontecer em 16 de maio antes de certificar definitivamente o resultado.

"Se estes resultados forem mantidos, este é um exemplo de uma comédia absurda e de uma grande metáfora", declarou em comunicado Kevin Matthews, diretor da Descriminalize Denver, a organização que impulsionou a aceitação dos fungos com psilocibina nesta cidade.

"Contra todas as previsões, prevalecemos. Isto é o que acontece quando um pequeno grupo de pessoas dedicadas e apaixonadas se une em torno de uma ideia única para criar mudança", acrescentou Matthews.

Se a Iniciativa 301 for certificada na próxima semana, não serão modificadas as leis existentes quanto à ilegalidade de possuir ou vender fungos psicodélicos, mas sim o protocolo do Departamento de Polícia de Denver para que os crimes relacionados com esses fungos se transformem nos de mais baixa prioridade - isto no caso que os envolvidos sejam maiores de 21 anos.

Denver convocará um painel para analisar as consequências da aprovação de fungos com psilocibina, ou "fungos mágicos", como já aconteceu em 2014 quando foi legalizada a venda de maconha recreativa no Colorado.

Naquele momento, a venda legal de maconha recreativa foi implementada por períodos, com várias mudanças nas regulações durante os primeiros anos.

"Pessoalmente, me sinto desconcertado pelo apoio recebido. Agora começa a tarefa de educar as pessoas de Denver sobre os benefícios da psilocibina", disse Matthews à Agência Efe.

Precisamente esses benefícios fizeram com que, em 2018, a Administração de Alimentos e Remédios dos Estados Unidos (FDA) designasse a psilocibina como um "tratamento em progresso", por considerá-la um possível tratamento para a depressão.

Com essa designação, se permite o estudo dos fungos psicodélicos com propósitos médicos, algo que "alguma vez foi tabu diante dos olhos do público em geral", destacou Matthews.

No entanto, nada garante que a Iniciativa 301 realmente terá um impacto nas ações da polícia local.

Em 2005, e novamente em 2007, os eleitores de Denver aprovaram medidas para descriminalizar a maconha recreativa, mas isso não freou as detenções de pessoas em posse dessa substância.