EFECidade do Vaticano

O papa Francisco e os membros da Cúria Romana iniciam neste domingo uma semana de exercícios espirituais por ocasião da Quaresma na Casa do Divino Mestre de Arícia, nos arredores de Roma, e no que se transformou uma tradição deste pontificado.

Como todos os anos, o papa e seus colaboradores viajarão até a casa, onde permanecerão até 15 de março. Desta vez, as meditações terão como tema "A cidade dos tórridos desejos. Olhares e gestos pascoais na vida do mundo".

O predicador eleito para esta semana de rezas e silêncios é o monge beneditino abade de São Miniato (centro de Itália), Bernardo Francesco Maria Gianni, que se inspirou em suas meditações na poesia do poeta italiano Mario Luzi em 1997.

Após a reza do Ângelus na praça de São Pedro, o papa desejou a todos "que o caminho quaresmal que acaba de começar seja rico em frutos" e pediu orações por ele e por seus colaboradores da cúria romana.

Enquanto Francisco realiza seu retiro, em 13 de março será celebrado o sexto aniversário de sua escolha como pontífice e nesse mesmo dia será revelada a pena imposta ao cardeal australiano George Pell por abusos a menores.