EFECidade do Vaticano

O papa Francisco levou nesta quarta-feira, em seu papamóvel, oito crianças refugiadas que chegaram à Itália em navio ou através dos corredores humanitários organizados pelas Nações Unidas, em uma visita à Praça São Pedro, antes de uma audiência geral.

Durante o tradicional percurso no papamóvel pela Praça São Pedro para saudar os fiéis, Francisco convida em algumas ocasiões grupos de crianças para que façam com ele esse trajeto.

Desta vez, o grupo foi especial, pois foram crianças da Síria, Nigéria e Congo que chegaram à Itália no último dia 29 de abril, vindos da Líbia, graças à iniciativa corredores humanitários do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) e o governo italiano, informou o Vaticano.

Com este programa, foi possível evacuar mais de 2,5 mil migrantes vulneráveis da Líbia.

As outras crianças chegaram ao país há alguns meses através de um barco e "foram acolhidas juntamente com suas famílias no centro da associação Mondo Migliore e da cooperativa Auxilium.

No final da audiência, o papa cumprimentou a delegação da ONG Save the Children Itália e a vários centros de recepção em Roma, bem como os "refugiados da Líbia" presentes hoje na Praça São Pedro. EFE

ccg/phg

(foto)(vídeo)