EFELondres

O valor do bitcoin superou nesta quinta-feira a barreira de US$ 5 mil pela primeira vez e estabeleceu seu novo recorde histórico, de acordo com o jornal britânico "Financial Times".

Às 12h05 (horário de Brasília), a moeda digital valia US$ 5.345,38 (o equivalente a R$ 16.909,04), registrando um aumento de 10,73% durante a jornada, segundo os dados da página Bitstamp.

O preço do bitcoin em dólares subiu mais de 750% no ano passado. Alguns especialistas advertem que a moeda digital está imersa em uma bolha que pode explodir a qualquer momento, enquanto outros consideram que ainda é possível aumentar esse valor.

As últimas semanas mostraram episódios de volatilidade no preço do bitcoin. Em meados de setembro, o valor caiu para cerca de US$ 3 mil, após a China anunciar uma investigação sobre empresas locais que trabalham com a moeda.

Apesar das advertências sobre uma possível bolha, o uso do bitcoin continuou a se expandir em diversos âmbitos. Em setembro, a imobiliária londrina The Collective anunciou que permitirá que os inquilinos paguem o aluguel em bitcoins, enquanto o Japão adotou diversas medidas para regularizar o seu uso.

O bitcoin se baseia em uma tecnologia criada por um engenheiro conhecido pelo pseudônimo Satoshi Nakamoto, cuja identidade real se desconhece. O sistema, global e descentralizado, permite transações diretas entre usuários, sem intermediários, que ficam registradas em uma base de dados públicos.