EFEWashington

O satélite TESS, que desde abril do ano passado realiza uma missão de exploração de dois anos, encontrou um planeta fora do sistema solar (exoplaneta) localizado a 53 anos-luz da Terra revelaram os pesquisadores, na segunda-feira.

O TESS, desenvolvido pela NASA em colaboração com o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, sigla em inglês), detectou um planeta que a pesquisadora, Diana Dragomir, descreveu como uma bola "estranha" de rocha e algum gás cujo tamanho é três vezes o da Terra.

A descoberta foi revelada em Seattle durante a reunião da Sociedade Astronômica dos Estados Unidos.

A pesquisadora do MIT afirmou que o planeta, batizado HD 21749b, gira em torno de uma estrela no retículo da constelação, com uma órbita de 36 dias.

Diana explicou que, segundo os cálculos, a temperatura na superfície do planeta é de aproximadamente 300 graus Fahrenheit.

"É o planeta mais frio que conhecemos sobre uma estrela tão brilhante", apontou Diana Dragomir, citada pela "CNN", que disse ter tido a sorte de poder capturá-lo e estudá-lo.

A equipe de pesquisadores também detectou indícios do que poderia ser um segundo planeta naquele sistema com uma órbita muito menor, de apenas sete, oito dias, e que poderia ser o primeiro do tamanho da Terra descoberto pelo TESS.

O TESS, que busca exoplanetas orbitando estrelas localizadas a menos de 300 anos-luz da Terra, é baseado em dados já coletados pelo telescópio espacial Kepler, que está em órbita há nove anos e confirmou a existência de mais de 2,6 mil exoplanetas.

O líder do projeto, George R. Ricker, revelou que o satélite já descobriu 203 planetas possíveis, dos quais três foram confirmados como reais por telescópios terrestres.

Os outros duas planetas descobertos são Pi Mensae e LHS 3844b, de acordo com as versões jornalísticas.