EFEMiami

O foguete Falcon Heavy, da empresa americana SpaceX, foi lançado nesta quinta-feira de Cabo Caaaveral, na Flórida, para colocar em órbita o satélite Arabsat 6A.

O foguete mais potente do planeta partiu às 18h35 (horário local, 19h35 em Brasília) da histórica plataforma 39A do Centro Especial Kennedy, a mesma do lançamento das missões lunares do programa Apolo, e conseguiu recuperar pela primeira vez os três propulsores.

Menos de oito minutos depois da decolagem, os dois propulsores laterais retornaram à Terra em uma área da Força Aérea dos Estados Unidos no complexo de Cabo Canaveral. Já o foguete central fez o mesmo um minuto depois em uma plataforma no Oceano Atlântico.

A aterrissagem dos três propulsores representa uma nova etapa na trajetória da SpaceX, de propriedade do magnata Elon Musk, que tem como política reutilizar os foguetes para reduzir custos.

O lançamento de hoje, que seria realizado ontem, mas foi atrasado devido às condições meteorológicas, é o segundo desde a viagem inicial da Falcon Heavy em fevereiro de 2018. Na ocasião, a nave realizou um voo de teste com sucesso.

Mais de um ano depois, a Space X lançou a Falcon Heavy, de 70 metros de altura e projetada para transportar mais de 64 toneladas de carga, com o Arabsat 6A a bordo, um moderno satélite de comunicações produzido pela Lockheed Martin.

O moderno e inovador satélite fornecerá serviços de televisão, rádio, internet e comunicação móvel para Europa, Oriente Médio e África, de acordo com a SpaceX.

Quase 30 minutos depois do lançamento, o satélite se separou do foguete e foi colocado na órbita que percorrerá nos próximos anos com sucesso.