EFEMoscou

Um tribunal de Moscou, na Rússia, impôs nesta sexta-feira uma multa de 3 mil rublos (cerca de US$ 50) à rede social Facebook após sua recusa em informar a localização dos servidores que armazenam os dados pessoais dos usuários russos.

Os representantes da rede social não se apresentaram ao julgamento. Em 5 de abril, o tribunal ditou a mesma sentença contra o Twitter.

Segundo a legislação russa, os dados pessoais dos cidadãos do país devem ser armazenados em servidores situados territorialmente na Rússia por razões de segurança.

Essa exigência foi feita pelo Serviço Federal de Supervisão das Telecomunicações (Roscomnadzor) da Rússia às duas redes sociais no fim de 2018, que não deram uma resposta satisfatória ao órgão.

O Facebook relatou ao Roscomnadzor que os dados de seus usuários não ficam em servidores de acordo com critérios geográficos.

Em janeiro deste ano, a entidade russa interpôs uma ação administrativa contra Facebook e Twitter.

Em fevereiro, o chefe do Roscomnadzor, Aleksandr Zharov, declarou que, segundo a lei, o órgão regulador pode obrigar que as companhias localizem as bases de dados dos usuários russos no território da Rússia em um prazo de nove meses, ou impor uma multa.

Segundo a lei, a multa máxima que pode ser imposta é de 5 mil rublos (US$ 78). EFE

fss/rpr/ma