EFERoma

O Napoli anunciou nesta quarta-feira que tomará medidas contra os jogadores que descumpriram ordem do presidente do clube, Aurelio De Laurentiis, de seguirem concentrados ao longo de toda a semana, devido aos maus resultados recentes.

Anteontem, foi divulgado que o dirigente, após a derrota para a Roma por 2 a 1, pelo Campeonato Italiano, ordenou que o elenco permanecesse em um hotel próximo ao centro de treinamento do clube até o próximo domingo, um dia depois da partida com o Genoa, também pela competição nacional.

Após o empate de ontem com o Red Bull Salzburg em 1 a 1, no estádio San Paolo, pela quarta rodada do grupo E da Liga dos Campeões, no entanto, os jogadores não voltaram no ônibus do Napoli e partiram direto para as respectivas casas. A imprensa italiana aponta que houve descontentamento com a decisão do dirigente.

"O clube comunica que, por causa do comportamento dos jogadores da equipe, na noite desta terça-feira, 5 de novembro de 2019, protegerá seus direitos econômicos, patrimoniais, de imagem e disciplinares nos órgãos competentes", diz texto divulgado pela diretoria.

Hoje, sem que qualquer informação sobre o caso fosse veiculada, os jogadores treinaram no CT do clube, no primeiro dia de preparação para o duelo com o Genoa, em que o Napoli tentará encerrar jejum de três partidas sem vencer e subir da sétima posição, que ocupa até o momento. EFE

am/bg