EFEBruxelas

A Procuradoria federal belga anunciou buscas no Mónaco, Liège (Bélgica) e Londres a 7 pessoas do mundo do futebol por suposto branqueamento de capitais e corrupção e a detenção, segundo a imprensa local, de Christophe Henrotay, agente de jogadores como o guarda-redes do Real Madrid Thibaut Courtois e do ex-Atlético Yannik Carrasco.

"Os fatos afetam principalmente operações de branqueamento de dinheiro e de corrupção privada no marco de transferências de jogadores de futebol", indicou a Procuradoria federal belga em comunicado.

No mesmo texto acrescenta ainda que duas das pessoas investigadas foram detidas, um agente de jogadores no Mónaco e o seu assistente em Liège.

Segundo a televisão RTBF e a agência Belga, trata-se de Henrotay, que representa também o internacional belga Kevin Mirallas (Antuérpia) e, no passado, Youri Tielemans (Leicester City), entre outros.