EFEBarcelona

O Barcelona passou pela primeira vez na história o Real Madrid como o clube mais valioso do mundo, segundo a nova lista publicada pela revista "Forbes", que destaca que o valor dos clubes subiu, em média, 30% nos últimos dois anos.

O clube catalão assumiu a liderança de um ranking que durante os últimos 16 anos foi disputado entre Real Madrid (cinco vezes) e Manchester United (11 vezes). O Barça está avaliado em 3.996 milhões de euros, pouco a mais que o Real Madrid, que vale 3.990 milhões de euros, segundo a revista.

Os 20 clubes de futebol mais valiosos do mundo têm valor médio de 1.914 milhões de euros cada, o que representa um aumento de 30% em relação há dois anos, quando o ranking foi publicado pela última vez.

A média de faturação dos 20 clubes foi de 370 milhões de euros na temporada 2019-20, menos 9,5% do que na de 2017-18, enquanto a receita operacional média caiu 70% no período, até 19,3 milhões de euros.

Segundo a publicação, esta queda está longe de terminar, com uma pioria da faturação por dia de jogo durante a época atual, já que a maioria das equipas das principais ligas europeias não permitem a presença de adeptos nos estádios.

Na metodologia da "Forbes", as faturações e receitas operacionais indicadas são para a temporada 2019-2020, convertidas em dólares americanos com base nas taxas de câmbio médias durante o período. Os ganhos com empréstimos de jogadores a outras equipas foram excluídos das receitas.

Os valores dos clubes são empresariais (capital mais dívida líquida) e incluem as economias do estádio da equipa, mas excluem o valor dos bens imobiliários.

A lista (em euros) dos 20 clubes mais valiosos do mundo, segundo a revista "Forbes":

1. FC Barcelona: 3.996 milhões

2. Real Madrid C.F: 3.990

3. Bayern de Munique: 3.540

4. Manchester United: 3.530

5. Liverpool: 3.440

6. Manchester City: 3.360

7. Chelsea: 2.686

8. Arsenal: 2.350

9. PSG: 2.098

10. Tottenham Hotspur: 1.931.