EFELisboa

O Benfica anunciou esta terça-feira que detetou nas últimas horas 17 casos de covid-19 entre membros do plantel e da equipa técnica, pelo que já reportou a situação à Direção-Geral da Saúde (DGS) e sugeriu a opção de parar durante duas semanas.

Embora se desconheça a identidade dos contagiados, fontes do Benfica informaram à Efe que entre os 17 positivos há 5 jogadores da primeira equipa.

"Perante estes dados, na defesa da saúde pública e da integridade física dos atletas envolvidos, o Benfica remete para a DGS a decisão de se apresentar em competição nos próximos 14 dias", diz o comunicado público emitido hoje pelo clube lisboeta.

Os testes foram feitos no último sábado nas instalações do Seixal, onde o Benfica treina.

O clube tem marcado para esta quarta-feira a meia-final da Taça da Liga contra o Braga, jogo para a "final four" da competição que começa hoje em Leiria com o jogo entre Porto e Sporting.

A terceira vaga tem atingido Portugal com força, colocando os hospitais do país à beira do colapso devido à grande quantidade de pessoas internadas desde finais de dezembro.

O país está há onze dias consecutivos acima dos 100 mortos -que nunca tinha sido alcançado nas duas primeiras vagas-, com um novo recorde esta segunda, 167 falecidos, enquanto os contágios diários dos últimos dias rondam os 10.000.