EFELisboa

O presidente do Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, elogiou hoje a atitude de Iker Casillas, que antes de apresentar a sua candidatura à presidência da Federação Espanhola de Futebol foi ao Porto almoçar com ele e dizer-lhe que ia colocar um fim à sua carreira desportiva como jogador.

"Antes de apresentar a sua candidatura veio ao Porto almoçar comigo para comunicar-me que ia tomar essa decisão e que, portanto, iria acabar a carreira", disse hoje o presidente do Porto em declarações aos jornalistas.

Pinto da Costa também disse que Casillas "é um jogador com um palmarés impressionante", pois "durante a sua carreira jogou apenas no Real Madrid e no Porto, e tem os dois no seu coração".

O presidente dos "dragões" afirmou que o clube vai sentir falta do guarda-redes, que se tornou numa referência no balneário.

Pinto da Costa lembrou que antes do último jogo do Porto no último domingo contra o Vitória de Guimarães foi mostrado um vídeo com uma mensagem de Casillas para incentivar os jogadores.

Depois de sair do Real Madrid, Casillas chegou ao Porto no verão de 2015 e no dia 1 de maio sofreu um enfarte do miocárdio durante um treino, pelo que, desde então, tem estado num processo de recuperação, sem ter dito publicamente se ia continuar ou pendurar as luvas.

Após o enfarte, o clube decidiu colocar Casillas como membro da equipa técnica do Porto enquanto o jogador recuperava.