EFERedação de Desporto (EUA)

A febre para assistir ao jogo da Super Bowl LIV que será disputado em Miami no domingo, 2 de fevereiro, pelos Kansas City Chiefs e os San Francisco 49ers levou os bilhetes a preços que na revenda se aproximam de um recorde de 7.000 dólares.

A final sonhada por fãs e casas de apostas desde o começo da temporada número 100 da NFL tornou-se realidade no passado domingo, quando os Chiefs se proclamaram campeões da Conferência Americana (AFC) e os 49ers da Nacional (NFC).

Logo após a classificação das duas equipas, a venda dos bilhetes disparou e, depois de dois dias, já se conhece que o preço médio em revenda se aproxima dos 7.000 dólares.

O Hard Rock Stadium de Miami, com capacidade para 65.326 espectadores, é o palco ideal para que os fãs que viajem para assistir ao maior evento desportivo do ano nos Estados Unidos também possam aproveitar de uns dias de bom clima e praia.

Os especialistas em venda de bilhetes também asseguram que o maior valor que as entradas da Super Bowl adquiriram este ano deve-se ao espetáculo artístico musical do intervalo, que vai contar com duas grandes figuras da música mundial, a americana de origem porto-riquenha Jennifer López e a colombiana Shakira.

Este vai ser o primeiro espetáculo de intervalo da história do evento com protagonismo inteiramente latino.

Miami já acolheu a Super Bowl por outras dez vezes desde o início da competição em 1967: 1968, 1969, 1971, 1976, 1979, 1989, 1995, 1999, 2007 e 2010.

Um desses Super Bowls, o de 1989 (XXIV), foi disputado pelos 49ers, que jogaram contra os Cinccinati Bengals, vencendo por 20-16.

Os 49ers também venceram no ano seguinte, no Super Bowl XXV, desta vez contra os Denver Broncos (55-10), num jogo disputado no Superdome de Nova Orleans.