EFELisboa

O mexicano do Porto Jesús Corona e o uruguaio do Benfica Darwin Núñez mostraram a sua melhor versão futebolística em vitórias para o campeonato nos respetivos jogos.

O Benfica não falhou no compromisso em casa com o Moreirense, a quem derrotou por 2-0, embora o saldo de golos podia ter sido muito superior.

O defesa internacional Ruben Dias abriu o marcador, reconhecendo após o encontro que "foi um jogo muito especial", já que está com um pé e meio no Manchester City de Pep Guardiola.

O segundo golo foi marcado pelo internacional suíço Aris Seferovic, após um excelente galope do uruguaio Darwin Núñez na lateral direita que ajudou o ex-jogador da Real Sociedad a marcar.

No final do encontro, o treinador do Benfica, Jorge Jesus, elogiou o jogo do jovem internacional uruguaio, que chegou este verão a Lisboa proveniente do Almería.

"Ele tem tudo para ser um grande jogador", disse o treinador na zona mista, ressaltando a sua habilidade como avançado.

Por seu lado, a equipa do Porto venceu o Boavista no dérbi local (0-5).

Houve luta na primeira parte, onde o jovem central mexicano Alejandro Gómez e o espanhol Javi García mostraram a sua força na ala e na medular nos "axadrezados".

Depois de uma primeira parte com mais guerra que ocasiões, o mexicano Jesús "Tecatito" Corona abriu o marcador para o Porto aos 47, e no 59 o médio luso Sérgio Oliveira anotou o 2-0 após a marcação de uma falta desviada para o fundo das redes por Javi García.

O avançado maliense Moussa Marega sentenciou o jogo aos 67 e 71.

Já nos descontos, o colombiano juntou-se à festa goleadora com o quinto golo.